loader image

Accelera Vendas

Tráfego orgânico X Tráfego Pago: qual a diferença?

Entenda quais são as diferenças entre tráfego orgânico e tráfego pago e qual é a melhor opção

O marketing digital envolve inúmeros parâmetros e estratégias para fazer a gestão de uma marca na internet.

Um desses parâmetros é o tráfego. Tráfego, a grosso modo, é o conjunto de visitas dos usuários ao seu site. Esse tráfego pode vir de forma natural ou pode ser adquirido investindo dinheiro para que ele aconteça.

Neste post, vamos tirar todas as suas dúvidas sobre tráfego orgânico e pago e qual é melhor opção para o seu negócio.

Tráfego Orgânico

TRAFEGO ORGÂNICO é o tráfego que acontece de forma natural, espontânea. Um usuário faz uma busca na internet por determinado termo e encontra uma página do seu site sem que seja em um link de campanha paga.

Algumas maneiras e ferramentas para monitorar o tráfego orgânico:

GOOGLE – Google Search Console, Google Analytics, Google My Busyness, SEMRUSH e Worrank

REDES SOCIAIS – Insights da página do Facebook, Reportei e Dashgoo .

Painel Search Console do Google – Mapeamento de acessos orgânicos .

Painel Search Console do Google – Mapeamento de acessos orgânicos

Tráfego Pago ou Patrocinado

TRAFEGO PAGO são os acessos por meio de anúncios patrocinados. Ou seja, que em estão sendo pagos para ser exibidos.

Alguns exemplos de ferramentas de tráfego pago:

 

  • Google Ads
  • Facebook e Instagram Ads
  • Linkedin Ads
  • Youtube Ads

Vantagens de investir em tráfego pago:

Rápido retorno – Como as campanhas são pagas, as ferramentas tendem acelerar a exibição das campanhas e anúncios.

Desvantagens do tráfego pago

Verba disponível – É fundamental que para campanha ser veiculada, seja investido dinheiro e por vezes o investimento precisa ser feito em dólar. Algumas empresas tem como opção pagamento via boleto bancário no método pré-pago, mas na grande maioria a transação será realizada via cartão de crédito.

 

 

Painel Google Ads – Dados gerais de campanhas patrocinadas

Pagar por tráfego é ilegal?

Não, o tráfego pago não é ilegal. É perfeitamente possível pagar para que um anúncio se mantenha nas primeiras posições entre os resultados de uma busca. Entretanto, há algumas categorias que podem ser censuradas pela moderação das plataformas.

É o caso por exemplo, de propaganda para divulgação de conteúdos sexual, emagrecedores, etc. que comumente sofrem bloqueios. Advocacia também é uma dessas atividades. É proibido, ao advogado fazer propaganda sobre seus serviços.

Qual o melhor, o tráfego pago ou o tráfego orgânico?

Até hoje, ainda não existe um consenso sobre qual o melhor tráfego de forma geral, ambos têm suas vantagens e desvantagens. O tráfego pago consegue gerar resultados de vendas com mais agilidade e facilidade.

Entretanto, o tráfego orgânico é gratuito, o que faz com que a empresa economize um grande orçamento, enquanto o tráfego pago atinge longos alcances rapidamente.

O ideal seria a facilidade de venda do tráfego pago com a gratuidade do tráfego orgânico. Mas este cenário só é alcançável a longo prazo.

Qual é a melhor estratégia de tráfego?

A melhor estratégia é aquela que combina o tráfego orgânico e o tráfego pago.

É preciso pensar a longo prazo desde o início das atividades, pois o tráfego orgânico trará resultados a partir de determinado momento. Ao mesmo tempo, para fazer as vendas aumentar, o tráfego pago é capaz de alavancar a empresa já nas primeiras semanas.

Então, temos um conjunto de estratégias que se aplicadas da forma correta, complementam uma à outra. Além disso, a diversidade de tráfego é boa para o site, o que faz com que o orgânico melhore também

Como melhorar o tráfego orgânico?

O tráfego orgânico precisa de outra estratégia, chamada SEO (Search Engine Optimization, ou Otimização para os Mecanismos de Busca). O Google possui uma série de requisitos mínimos para identificar um site como bom.

O objetivo do SEO é fazer com que o site alcance esses requisitos em pouco tempo e com maiores chances de sucesso. Entretanto, como dito antes, este é um trabalho feito a longo prazo.

Demora alguns meses até o Google começar a reconhecer o seu site, mesmo dentro de todos os parâmetros. Então, a dica para melhorar o tráfego orgânico é investir em SEO.

Como melhorar o tráfego pago?

O tráfego pago ignora as questões estruturais do seu site e te coloca entre os primeiros resultados. Mas isso não quer dizer que você não precisa se preocupar com a estrutura do seu site.

Se um usuário entrar em seu site e não gostar do que vê, ele sai e o orçamento daquele clique fica desperdiçado. Então, para melhorar o tráfego pago é preciso:

Ter um site bonito e agradável;

Ser responsivo (adaptado para dispositivos móveis);

De fácil leitura e assimilação visual;

Possuir as melhores palavras-chave no Google Ads;

Ser programado corretamente para o público-alvo dos anúncios.

 

Preciso de ajuda. O que eu faço?

Não se preocupe. Você não precisa fazer tudo sozinho. Na verdade, a maioria das empresas procuram ajuda profissional para obter bons resultados.

Para dar resultados, o trabalho de marketing digital não pode parar, mesmo em meio a todas as atividades que você desenvolve diariamente. Por isso, tanto para o tráfego orgânico quanto para o tráfego pago, a melhor opção é sempre contar com ajuda profissional.

Ambos os métodos de tráfego possuem vantagens e desvantagens. O tráfego orgânico é lento, porém garante uma audiência fiel e engajada. O tráfego pago exige investimento financeiro, no entanto traz grandes resultados em um curto período de tempo.

O ideal é combinar as duas estratégias, sempre testando as campanhas que funcionam e as que não vão tão bem assim. Desse modo é possível adaptar a comunicação ao longo do tempo e torna-la cada vez mais assertiva.

Independente do tráfego ser orgânico ou pago, a qualidade dos conteúdos e ofertas devem ser mantidos. Lembre-se sempre disso.

A Accelera Vendas é uma agência de marketing digital com larga experiência, no trabalho com qualidade e resultados comprovados.

 

Entre em contato e saiba mais!

 

Fonte: mktpopular.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *